Produtos

Desafios ao amamentar

Extração de leite no trabalho: dicas e conselhos de mães

Momento de leitura: 4 min.

Se está de regresso ao trabalho, mas quer que o seu bebé continue a beneficiar do seu leite materno, aqui está como preparar-se para a extração de leite no trabalho.

Mesmo que tenha um empregador que a apoie, alguns aspetos da extração de leite no trabalho poderão preocupá-la. Os seus colegas irão compreender as suas pausas regulares? Conseguirá ter privacidade? As boas notícias são que, com boa comunicação e planeamento, pode fazer com que a extração de leite no trabalho seja um sucesso para si, para o seu empregador e para o seu bebé.

Eis as nossas dez melhores dicas sobre a extração de leite no trabalho.

1: Conheça os seus direitos
Em muitos países, tem o direito legal de extrair leite materno para o seu bebé no trabalho e o seu empregador deve permitir-lhe ter tempo para a extração regular.

2:Esteja preparada
Certifique-se de que tem tudo o que precisa para extrair, recolher, armazenar e transportar o seu leite materno. A coisa mais óbvia é um extrator de leite (um extrator de leite elétrico duplo é mais rápido e extrai mais leite).{1} Poderá querer ter um segundo extrator no trabalho, para não ter de trazer um para trás e para diante todos os dias. Outro equipamento útil inclui:

3: Fale com colegas
Não é obrigada a contar aos colegas que está a extrair leite, mas dizer-lhes pode ajudá-los a compreenderem e a aceitarem. Pode abordar uma colega que também esteja a extrair leite para ser a sua "parceira de extração" e para darem apoio uma à outra.

4: Encontre um espaço
O seu empregador deve disponibilizar uma sala privada (não uma casa de banho) para extrair o leite. Pode ser uma sala de cuidados médicos ou de entrevistas ou outro local onde possa extrair leite confortavelmente, sem ser incomodada.

5: Pense no armazenamento
Procure um local seguro e fresco para armazenar o leite materno. Se for um frigorífico partilhado, identifique o seu leite de forma clara, em sacos para conservação de leite materno ou em biberões.

6: Mantenha a frescura
O leite que extrai num dia pode ser dado ao seu bebé no dia seguinte, por isso, normalmente, não é necessário congelá-lo. Quando é mantido fresco no frigorífico (e num saco térmico quando é transportado do trabalho para casa), o leite materno mantém-se seguro para o seu bebé beber durante três dias ou até cinco dias em condições muita limpas.{2,3} Leia o nosso artigo sobre o armazenamento de leite materno para obter mais orientações.

7: Programe bem
Extraia o leite nas ocasiões em que normalmente amamentaria o seu bebé. Isto irá ajudá-la a recolher o suficiente para as suas sessões de amamentação e a manter a sua produção de leite.

8: A prática leva à perfeição
Escolha um dia para praticar e poder fazer um ensaio de como extrair leite no trabalho. Ou faça com que o seu primeiro dia de regresso seja uma sexta-feira, para se habituar à extração e ao transporte do seu leite antes de enfrentar uma semana inteira no trabalho.

9: Faça uma pausa
Se o seu bebé estiver perto do seu local de trabalho, as pausas para amamentar – em que amamenta o seu bebé no local onde ele está a ser cuidado – podem ser uma boa alternativa à extração.

10: Cuide de si
Combinar o trabalho com ser mãe e amamentar é cansativo, especialmente enquanto ainda se está a habituar ou se o seu bebé ainda acorda de noite. Encare um dia de cada vez, cuide de si e fique descansada que tudo fica mais fácil à medida que o seu bebé cresce e ambos se habituam a esta grande mudança.

Extração de leite no trabalho: histórias de mães

Todas estas mães passaram por diferentes experiências de extração no trabalho, mas encontraram uma forma de a encaixar na sua rotina diária.

"Eu tinha sempre um saco térmico comigo"

"Levantei a questão da extração de leite ao meu supervisor três meses antes de regressar ao trabalho. Ele mandou instalar uma persiana na porta do meu gabinete para eu ter privacidade.

"Eu extraía manualmente para um frasco para leite materno no meu gabinete e guardava o leite num saco térmico com uma etiqueta, no frigorífico da cozinha. Quando estava fora do edifício, ia para um local privado. Eu tinha sempre um biberão e um saco térmico comigo.

"Se não conseguia extrair leite suficiente durante as horas de trabalho, completava extraindo quando chegava a casa. Assim, havia sempre bastante para o meu filho ter na creche, no dia seguinte." Lily, mãe de dois filhos, no Reino Unido.

"A minha empresa deu-me muito apoio"

“Extrair leite no trabalho não foi difícil porque a minha empresa tinha boas instalações e deram-me muito apoio. Deram-me todo o tempo de que precisei.

"Em termos de logística foi preciso preparação para ter equipamento limpo todos os dias e tinha de levar sempre o meu extrator. Atualmente, a minha empresa tem o seu próprio extrator de leite para múltiplas utilizadoras na sala de amamentação e oferece um kit de extração gratuito a cada nova mãe, por isso, não é necessário levar equipamento.

“Esteja preparada. Encare as coisas com humor, se possível, e tente descontrair-se e apreciar o momento." Aleyda, mãe de um filho, nos Países Baixos.

[H3] “Foi difícil encontrar uma sala para extrair o leite"

"Certamente que tive de ultrapassar desafios para extrair leite no trabalho, incluindo o espaço disponível que não era adequado e o embaraço de comunicar com o pessoal dos RH ou com os gestores masculinos, que nem sempre entendiam as minhas necessidades.

"Com o meu primeiro bebé, eu trabalhava numa grande empresa que disponibilizou uma sala para eu extrair leite. Mas achei difícil fazer pausas e extrair leite suficiente para acompanhar as necessidades dele. Eu queria usar o meu portátil enquanto extraía leite, para não acumular trabalho, mas a sala não tinha uma mesa adequada para isso. Só aguentei durante duas semanas, antes de ter de complementar com leite de fórmula.

"Com o meu segundo bebé, estava determinada a ser persistente. O meu local de trabalho era muito mais pequeno – um local de eventos desportivos – por isso, era difícil encontrar uma sala adequada. No início, deram-me a sala de primeiros socorros, mas era muito fria e qualquer pessoa podia entrar. Acabaram por me dar uma sala melhor, mas, às vezes, a chave desaparecia!

Diria a outras mães: conheça os seus direitos e exerça-os! Acredite que o seu empregador quer que regresse ao trabalho. Muitas vezes, qualquer questão que surja tem mais a ver com desorganização e falta de conhecimento do que com hostilidade. Pode ser duro, mas vale a pena. Também recomendo os extratores da Medela." Elisabeth, mãe de dois filhos, no Reino Unido.

"Consigo trabalhar e extrair leite ao mesmo tempo"

“Além do meu extrator de leite, precisei de um sutiã de extração "mãos-livres", de protetores de seios para perdas de leite e de vestuário com acesso fácil, para poupar tempo. Eu consigo trabalhar e extrair leite ao mesmo tempo, mas muitas das minhas amigas não conseguem e têm de estar descontraídas enquanto extraem leite.

"O meu local de trabalho tem várias salas para as mães extraírem leite. Tenho de marcar horários. Tenho muitas vezes de ir de um lado a outro dentro da empresa, por isso, tenho de reservar salas em edifícios diferentes e em alturas de reuniões importantes.

"Os maiores desafios são as conferências ou eventos que não têm um programa e, portanto, não sei quando posso sair sorrateiramente. E quando as coisas se prolongam, tenho simplesmente de sair!" Natalie, mãe de um filho, nos EUA.

"Ninguém levava a mal as minhas pausas para a extração"

“Nos primeiros meses, amamentava o meu filho em casa, de manhã, e estava no trabalho às 10h00; extraía uma ou duas vezes no trabalho; ia buscá-lo à creche por volta das 17h30, amamentava-o lá; levava-o para casa, congelava o leite extraído e amamentava-o de novo antes de deitar.

"Precisa de fazer com que o seu plano de extração fique claro para o seu empregador e os seus colegas logo ao princípio, para eles o poderem respeitar. "Ninguém levava a mal as minhas pausas para a extração. Pelo contrário." Haver outros pais no meu departamento, incluindo duas novas mães que também extraiam leite, foi uma ajuda. Faz uma enorme diferença ter à sua volta pessoas com as quais pode partilhar as suas experiências." Jess, mãe de um filho, na Argentina.

Porquê escolher a Medela?

A ciência do cuidado

Há mais de 60 anos que a nossa empresa se dedica à ciência de tornar simples, intuitiva e eficaz a forma mais delicada de cuidar.

Ler mais